Messias passou por Rio de Janeiro

1

A minha primeira visita a capital do Rio de Janeiro aconteceu em 2000. Na época, marquei presença no festival do Rock In Rio. Minha percepção é de uma região muito visitada por viajantes estrangeiros por conta das bonitas praias da região.

Já fiquei hospedado nos bairros do Flamengo, Barra da Tijuca e Copacabana. O destaque noturno é o famoso bairro da Lapa, que possui uma grande variedade de restaurantes e bares. É considerado o palco da boemia carioca. É preciso ficar atento também à insegurança por diversas regiões, em especial, nas orlas das praias.

Minha dica cultural é conhecer as favelas pacíficas. Já estive em duas ocasiões no Morro do Vidigal. Existem moto-táxis no local. Você conhecerá muitas pessoas bacanas e ótimas histórias de vida, além da bela paisagem que essa altura proporcionará. Segundo uma fonte, muitos estrangeiros já estão comprando diversos imóveis nesta região. E, acreditem, existem bons restaurantes, bares, e até mesmo hostels para os viajantes nestes locais. Outro destaque é o bairro Cidade de Deus, uma comunidade carente que surgiu a partir de um conjunto habitacional. Em 2011, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitou a região.

RIO 3

Foto: Messias conhecendo a Escadaria Selarón, no bairro de Santa Tereza, no Rio de Janeiro

Minha dica esportiva é caminhada pelas orlas das praias de Copacabana, Ipanema e Leblon. E, claro, visita ao Estádio do Maracanã. Trata-se do palco da final da Copa do Mundo de Futebol de 1950 e 2014.  Visitar o Rio de Janeiro é visitar o Cristo Redentor, o cartão postal da cidade. Não esqueça esta regra.

RIO 2

Foto: Messias visitando o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

William Messias é jornalista e estudante de psicologia. Fascinado pela cultura brasileira e sua diversidade. Idealizador e fundador do Clube do Jornalismo, uma rede composta por mais de 30 mil membros, em especial, jornalistas. Reside em São Paulo, no Brasil.